quarta-feira, 25 de julho de 2012

Estudo sobre fechamento de escolas do campo - dia 01 de agosto

No próximo dia 1º de agosto, os participantes do GEPPPEC realizarão reunião de estudo sobre as políticas públicas de Educação do Campo. Professores, acadêmicos e lideranças sociais estão convidados a participar. Segue a pauta.

DIA: 01 de agosto de 2012;
HORAS: 17h30 às 19h00;
LOCAL: UNESPAR - Campus Paranavaí - Sala 20 ou sala dos professores
PAUTA:

  • Data, local e infraestrutura da Pré-Conferência Regional de Educação do Campo;
  • Programação do 1º evento oficial do GEPPPEC;
  • Calendarização dos textos para estudos ou exposições das pesquisas em andamento para as próximas reuniões;
  • Estudo do artigo finalizado sobre o fechamento de escolas do campo no Brasil.


EDUCAÇÃO E POLÍTICAS DE FECHAMENTO DE ESCOLAS DO CAMPO
Autor: Fabiano de Jesus Ferreira
Coautor e orientador: Elias Canuto Brandão


RESUMO
O estudo sobre Educação e Políticas de Fechamento de Escolas do Campo” é resultado das noticiais sobre o fechamento de escolas do campo no Brasil e as fontes utilizadas foram prioritariamente os Censos Escolares produzido pelo governo federal em parceria com os estados, municípios e distrito federal. A análise das políticas indicou que os fechamentos ocorrem sem discussões prévias dos gestores públicos sobre as vantagens e desvantagens da abertura ou fechamento de escolas no campo, desconsiderando o princípio da participação comunitária nas decisões que abarcam a educação e as políticas públicas para educação, impactando diretamente sobre milhares de cidadãos, sobretudo crianças e adolescentes residentes nas áreas rurais. Entre outros resultados, serão discutidos que entre os anos de 2002 e 2010, houve o fechamento oficial de 9,43% escolas localizadas no perímetro rural, ou seja, 22.983 em todo Brasil e que entre 2002 e 2009, houve um aumento de mais de 100% no número de alunos transportados rumo aos centros urbanos, passando de 3.913.318 alunos em 2002, para 8.098.191 alunos no ano de 2009. O estudo indicou que o início da política de fechamento de escolas urbanas e rurais deu-se após a metade da década de 1990, perpassando   os dois governos federais de Fernando Henrique Cardoso e os dois governos de Luiz Inácio Lula da Silva, assim como os governos estaduais e municipais. A pesquisa completa foi publicada em forma de artigo nos anais do “VIII Seminário do trabalho: Trabalho, Educação e Políticas sociais no XXI”, realizado entre os dias 25 a 28 de junho de 2012, na UNESP- Marília/SP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário